Streaming proporciona revoluA�A?o multimA�dia na Internet

Cada vez mais empresas investem no mercado de streaming. Com a evoluA�A?o e aderA?ncia em massa deste tipo de transmissA?o de multimA�dia na internet, o mercado de streaming se tornou um local de expansA?o de mA�dias tradicionais, bem como local de impulsionamento da produA�A?o de pequenas e mA�dias empresas.

 

Para ilustrar isto melhor A� possA�vel citar inA?meros cases de sucesso que envolvem grandes nomes no mercado da tecnologia. Atualmente grandes empresas de televisA?o como a NET e a HBO investem em seus prA?prios serviA�os de streaming na rede. A NET possui a Net Now, que A� uma plataforma de vA�deos On Demand onde A� possA�vel assistir aos conteA?dos de vA�deo do canal a partir de seu smartphone, computador ou tablet. JA? o serviA�o da HBO A� a plataforma online HBO Go, que dA? acesso aos filmes e sA�ries do canal alA�m de diversos canais da rede Globosat.A ideia dessas empresas A� sempre exibir o mA?ximo de conteA?do em qualquer tipo de aparelho, apostando assim em tendA?ncias como a mobilidade e adaptaA�A?o a diferentes telas (como explicamos por aqui, falando da tecnologia de Adaptive Streaming).

 

AlA�m disso existe o sempre comentado Netflix, serviA�o de streaming que nasceu nos Estados Unidos no fim dos anos 1990 e hoje tem mais de 57,4 milhA�es de assinantes em todo o mundo. Seguindo seu caminho, outras grandes empresas entraram no meio audiovisual, tendo como um exemplo interessante a Amazon que, depois de dominar o mercado de e-commerce, passou a investir em streaming. Desde 2014, a empresa produz sA�ries que sA?o exibidas on-line (serviA�o ainda nA?o disponA�vel no Brasil).

 

Para finalizar a ilustraA�A?o deste crescimento do mercado de streaming, utilizaremos um grande case de sucesso, que surpreende desde seus primA?rdios : o Spotify. Recentemente a empresa anunciou que vai expandir seus serviA�os, lanA�ando sua prA?pria plataforma de vA�deos. Esta nova funcionalidade do serviA�o vai oferecer notA�cias e podcasts, com conteA?do de canais renomados como BBC, MTV, ESPN e Comedy Central.Ou seja, quem estA? por dentro das tendA?ncias de mercado, como estas grandes empresas citadas acima, nA?o hesita em investir em streaming. As mudanA�as na tecnologia afetam a todos: exibidores, produtores de conteA?do e espectadores. A diversidade de conteA?do oferecida A� muito grande e o pA?blico para consumi-la tambA�m se encontra em constante crescimento.

 

Para pequenos produtores de conteA?do audiovisual, a internet tambA�m A� um caminho interessante para ser descoberto. Investindo em conteA?do feito exclusivamente para a web (com enquadramentos diferenciados, conteA?dos mais compactos e principalmente interativos) pequenas web rA?dios, web tv’s ou mesmo empresas que realizam transmissA�es de eventos conseguem alcanA�ar um grande pA?blico expandindo assim seu consumo e audiA?ncia.

 

E o mercado de Smart TV’s tambA�m estA? ai para provar esta revoluA�A?o multimA�dia causada pelo streaming. O Mozzila (browser de internet) anunciou hA? pouco tempo uma parceria com a Panasonic, com a criaA�A?o de uma plataforma onde o usuA?rio pode acessar de maneira rA?pida sites e ainda criar e personalizar aplicativos do WebAPI da Mozilla (a novidade deve chegar ao mundo nos prA?ximos meses).

 

Desafio

Apesar da grande evoluA�A?o que a internet jA? enfrentou desde sua chegada ao Brasil, a rede ainda tem muito a caminhar. A velocidade mA�dia da internet no Brasil A� de 3Mbps (megabit por segundo), fazendo com que o paA�s ocupe a 89A? taxa de download mais rA?pida do mundo, atrA?s do Iraque e do Sri Lanka. A Coreia do Sul, que ocupa o primeiro lugar, tem velocidade mA�dia de 22,2Mbps, segundo a Akamai, empresa referA?ncia na A?rea e esta discrepA?ncia demonstra o por quA? de muitos ainda resistirem em investir em produzir para a web.

Mas este problema pode ser contornado seguindo algumas dicas bA?sicas de configuraA�A�es para sua transmissA?o.

 

rodape_revolucao_multimidia

COMPARTILHE ESTE POST