Streaming ganha mercado e sobressai a pirataria digital

NA?o A� mais uma novidade que o streaming diminui consideravelmente a pirataria de conteA?dos multimA�dia. JA? foi bastante comentado que disponibilizar conteA?do via streaming A� uma forma eficiente de fazer com que o ouvinte saia da prA?tica ilegal de download de conteA?do pirateado e comece a usar um sistema pago e permitido por lei.
Este mercado tem muito a oferecer no combate contra a pirataria e alguns reflexos disso jA? aparecem em pesquisas que comprovam cada vez mais o destaque do streaming no mercado.Em 2014, pela primeira vez no Brasil, o streaming ultrapassou lojas de download de mA?sicas como a iTunes Store, mostrando que os arquivos MP3 estA?o a caminho de se tornarem antigos, obsoletos. Os serviA�os de streaming jA? representam 51% das vendas digitais no paA�sA�a�� contra 19% via telefonia mA?vel e 30% de downloads. Estes dados sA?o da AssociaA�A?o Brasileira dos Produtores de Discos (ABPD).

TambA�m no ano passado, pela primeira vez na histA?ria, o streaming rendeu mais dinheiro do que a venda de CD’s. A RIAA (AssociaA�A?o Americana da IndA?stria da MA?sica) liberou um relatA?rio com o faturamento de 2014 em diversos meios de se consumir o trabalho de bandas e artistas e de maneira inA�dita o streaming apareceu na frente dos CDs.De acordo com a associaA�A?o, os serviA�os de streaming faturaram 1.87 bilhA�es de dA?lares enquanto a venda de CDs foi responsA?vel por 1.85 bilhA�es.Isto tudo A� prova de que o consumo de multimA�dia se trata de um universo em transformaA�A?o e o streaming A� um dos caminhos mais interessantes para se consumir este tipo de conteA?do atualmente.

Enquanto serviA�os de distribuiA�A?o ilegal de mA?sica (como Grooveshark, Pirate Bay, Limewire, etc) enfrentam proibiA�A�es e fechamentos hA? um bom tempo, o mercado de streaming sA? se desenvolve.

Alguns exemplos de serviA�os de streaming disponA�veis atualmente sA?o: Spotify, Deezer, Superplayer, Google Play, Rdio, Beats Music (indisponA�vel no Brasil por enquanto) e Rhapsody (disponA�vel por aqui como Napster).

AlA�m desses grandes conhecidos do pA?blico, serviA�os similares tA?m sido criados por diferentes grupos da sociedade para atender a seus interesses e pA?blicos. Devido A� remuneraA�A?o inferior A� venda de discos fA�sicos, alguns artistas revelaram insatisfaA�A?o com os serviA�os de streaming tradicionais e, por isso, lanA�aram, no final de marA�o, o Tidal, plataforma que daria remuneraA�A?o mais adequada aos artistas.Ainda que timidamente, um grupo seleto de artistas (que inclui Jay-Z, Madonna, Rihanna, BeyoncA�, Kanye West e Arcade Fire) tem lanA�ado conteA?do exclusivamente no Tidal.Em contrapartida, outros astros se renderam ao mercado tecnolA?gico atual e autorizaram a entrada de suas mA?sicas em nos serviA�os populares de streaming.

Entre eles, estA?o Roberto Carlos, Pink Floyd, Led Zeppelin e John Lennon.A concorrA?ncia pode aumentar ainda mais nos prA?ximos tempos com a chegada de outros serviA�os alA�m dos jA? citados anteriormente, como o YouTube Music Key (ainda restrito a convidados) e a Apple Music (plataforma que serA? lanA�ada no final de Junho).

O Deezer, um dos principais serviA�os de streaming na atualidade, parece concordar com o Spotify na afirmaA�A?o de que essa modalidade ajuda a diminuir a pirataria.No inA�cio de Maio, o Spotify completou um ano de suas atividades no Brasil e disse que a pirataria estA? diminuindo graA�as aos serviA�os oficiais de qualidade e um modelo que “vale a pena”.

Como muitos outros, a empresa acredita que as pessoas estA?o dispostas a pagar um preA�o justo por um serviA�o que ofereA�a vantagens.No final do mesmo mA?s, o CEO do Deezer (Hans-Holger Albrecht) afirmou que os serviA�os de streaming colocarA?o um fim A� pirataria no mundo. Para ele, este tipo de serviA�o facilita o processo de encontrar qualquer catA?logo de mA?sicaspor um preA�o fixo e consideravelmente justo.

Ainda que a versA?o gratuita destes serviA�os seja utilizada por muitas pessoas, as empresas acreditam que suas propostas sejam um A?timo recurso para atrair os usuA?rios para aderir A� versA?o premium de suas plataformas.

Nas palavras do CEO do Deezer: “O streaming A� o futuro. NA?o vejo nenhuma razA?o para piratear musica. Hoje em dia qualquer pessoa pode acessar qualquer catA?logo graA�as a serviA�os como o Deezer, que permite baixA?-lo e ouvi-lo offline posteriormente por um preA�o fixo. A� uma grande alternativa A� pirataria.”

E vocA?s (clientes e leitores do blog da Zoeweb): O que acham do streaming como alternativa A� pirataria?

Conseguem visualizar algum motivo para baixar mA?sicas ilegalmente quando se tem a praticidade dos serviA�os de streaming atualmente?

COMPARTILHE ESTE POST