Por que usar uma plataforma própria de streaming?

USAR REDES SOCIAIS PARA PRODUZIR VÍDEOS AO VIVO PODE

SER UMA BOA SAIDA, MAS TAMBÉM PODE TRAZER DOR DE CABEÇA.

 

Escolher a opção de streaming ao vivo mais conhecida parece ser o caminho mais rápido na hora de produzir o seu vídeo, mas isso nem sempre te trará os resultados e informações que espera receber.

Métricas

O Youtube é o principal exemplo que temos quando o assunto é vídeo. Mundialmente consolidado, o Youtube parece agregar todas as ferramentas que precisamos para a produção de um vídeo ao vivo ou gravado, mas se você está procurando detalhes e informações sobre audiência, tempo assistido, tráfego de usuários e outros dados mais detalhados, fique sabendo que somente uma plataforma paga poderá lhe oferecer isso minuciosamente. O Youtube é uma ferramenta gratuita, e por isso são poucos os dados que ele costuma repassar ao produtor do vídeo. Isso faz com que suas métricas fiquem comprometidas e suas negociações com possíveis anunciantes podem ficar mais difíceis.

 

Monetização

Por serem ferramentas gratuitas, as redes sociais lucram basicamente com anúncios de diversas empresas e esses anúncios podem aparecer antes, durante e depois de algum vídeo. Sempre bom lembrar que, anunciantes gostam de números e dados concretos sobre audiência, pois não querem fazer um investimento que não gere resultado. Nessa vertente, uma plataforma de streaming em seu próprio site poderia lhe dar ferramentas e argumentos suficientes para atrair anunciantes. Você terá uma estrutura 100% personalizada que poderá se pagar somente com as possíveis propagandas provenientes de sua autossuficiência em streaming de vídeos. Deixe de gerar lucros para terceiros, e comece a gerar o seu próprio lucro.

 

Concorrência

As redes sociais são ambientes livres e gratuitos, pode acontecer que ao termino de um vídeo da sua empresa, a plataforma enumere diversos outros vídeos de interesse similar e indique ao usuário um vídeo de algum de seus concorrentes. Se o seu conteúdo não for relevante e interessante para o usuário o seu investimento na produção daquele vídeo terá sido vão.

Exemplo: Após o termino de uma propaganda do Burger King, o YouTube relaciona um vídeo de interesse com a marca da concorrente.

 

Avaliações dos vídeos

Ao produzir vídeos para as redes sociais você terá que estar aberto as possíveis críticas dos usuários que não costumam ser muito gentis pela internet. Eles podem negativar o seu conteúdo fazendo com que a posição de acesso do vídeo fique cada vez mais abaixo no feed de procura. Com uma plataforma própria em seu site ou aplicativo, a curadoria de toda interação dos usuários passa a ser sua. Defina os métodos de interação e discussão sobre o assunto abordado no vídeo.

 

Direitos Autorais

As políticas de privacidade das redes sociais costumam ser bastante restritas quando o assunto é direitos autorais. Milhares de vídeos são desativados diariamente por terem infringido alguma cláusula sobre direitos autorais, seja por conter um trecho de uma música ou por uma foto não autorizada. Com sua própria plataforma, o controle sobre a produção recai sobre você e todo conteúdo pode ser modificado quantas vezes quiser. Sempre bom lembrar que as regras sobre direitos autorais são válidas em todo mundo, por isso respeite os limites impostos pela legislação de seu país.

 

Tenha sua própria rede social

Site próprio, player personalizado, serviço de atendimento ao usuário, captação de dados sobre audiência, bloqueio de downloads. Todas essas e diversas outras opções podem ser implementadas com a contratação de uma empresa especializada em serviços de streaming ao vivo e on demand. Traga seus cliente para seu site, saiba quem são eles e como agem, tenha informações fundamentais para alavancar suas vendas e o principal, gere conteúdo relevante e de qualidade.

COMPARTILHE ESTE POST