Tudo o que você precisa saber sobre monetização de vídeos

Monetizando seus vídeos na internet

Basta inserir o filme do anúncio durante a transmissão do vídeo, que pode ser:

  • Ao Vivo;
  • On Demand;
  • Via API (Application Programming Interface).

As plataformas mais conhecidas como Youtube, Vimeo e Facebook apresentam limitações para monetização de vídeos que você produz e exibe nestas plataformas.

Além de limitações para a exibir conteúdo publicitário, há ainda o valor que elas cobram para fazer todo o processo de monetização. Mas existem alternativas para exibir seu conteúdo audiovisual de forma mais autônoma.

História da monetização dos vídeos

Não podemos inferir a monetização como um fenômeno dos vídeos que são produzidos para a internet e sim como um estágio de maturidade no qual o vídeo consegue audiência suficiente para chamar a atenção de empresas anunciantes.

Antes de chegar nos serviços de streaming mais conhecidos da internet, primeiro, é necessário que indiquemos a devida importância da TV para o conceito de monetização dos vídeos.

Os VT’s, filmes produzidos para serem inseridos entre as programações da TV existem desde sua implementação na década de 1920. nos EUA, na China e na Inglaterra.

No Brasil, a TV foi inaugurada na década de 1950, sobretudo com a junção de vídeo e áudio (gravado posteriormente). O “cinema mudo” era produzido pelos pioneiros da tecnologia.

Desde então a globalização e o surgimento acelerado de tecnologias de comunicação, principalmente no início do milênio, possibilitou a popularização do computador pessoal (PC), dos dispositivos móveis e da internet banda larga.

Os adventos foram responsáveis pela disseminação dos vídeos por todas as novas plataformas que surgiram com a internet, sobretudo a mais popular e pioneira, YouTube há treze anos atrás.

Assim que a plataforma se popularizou, os anúncios passaram a fazer parte do dia a dia de bilhões de usuários.

Seu canal próprio na internet

As tecnologias não param de inovar nas possibilidades de transmissão. Graças à implementação de serviços de hospedagem com grandes parques de servidores, a segunda década do milênio permitiu a contratação de serviços que hospedam e transmitem conteúdos em vídeo.  Dentre as inúmeras possibilidades contemporâneas.

Tamanha foi a conquista de autonomia dos vídeos que hoje contamos com o serviços de transmissão ao vivo que não produzem o famoso delay, aquele atraso que faz o Gol ser transmitido em momentos diferentes, estragando a emoção da partida para muitos.

Enquanto a bola está no meio de campo, a TV do vizinho já está com a bola na rede. Como isso pode ser combatido?

Os CDN`s são os responsáveis pela diminuição desse delay na transmissão. Através de um serviço de hospedagem mundial, é possível rastrear a localização do usuário para utilizar o servidor que se encontra mais perto e, consequentemente, entregar um conteúdo com mais qualidade e baixa latência.

As vantagens de utilizar serviços com a tecnologia CDN são muitas. É possível transmitir conteúdo e interagir com o público ao mesmo tempo. Portanto, é ideal para palestras, treinamentos, eventos religiosos e cursos. Com um bom serviço de WebTV as possibilidades são infinitas. Dentre elas, a mais atraente é a monetização dos vídeos.

Monetização de vídeos

Você pode utilizar as plataformas prontas para fazer suas transmissões ao vivo que são as principais redes sociais com suporte ao serviço de streaming, Youtube, Facebook Live, Periscope e Twitter.

A monetização nessas plataformas garantiu o lucro de muitos produtores de conteúdo durante muitos anos. Mas à medida que a produção de conteúdo nessas plataformas se torna cada vez mais popular, mais obsoletas essas plataformas se tornam para trabalhar profissionalmente.

Isso acontece por que estas plataformas exibem algumas limitações. Que limitações são essas?

Na monetização dos vídeos, principalmente. Quando acontece uma transmissão ao vivo no Youtube, se você estiver usando uma camiseta da empresa, por exemplo, a transmissão é censurada. Isto acontece pois a plataforma entende que ali está inserida uma marca que não pagou para aparecer no Youtube. E a tendência das outras plataformas segue as diretrizes do Youtube, pioneira da utilização de vídeos na internet.

Além disso, os comerciais exibidos nos vídeos têm limitações pois podem ser ignorados para que o usuário siga no vídeo. Então, como esse problema pode ser resolvido?

O ideal é contratar uma plataforma própria de Streaming capaz de captar e distribuir seus vídeos ao vivo e com qualidade adaptativa. Sua empresa terá várias possibilidades de monetização sem problemas com a exibição da sua marca durante a transmissão.

Contratando uma empresa de streaming, você pode exibir seus conteúdos integralmente sem a opção de pular o anúncio. Desta forma o usuário irá assisti-lo até o final.

Interação e Moderação

Com as plataformas sociais, também existe a possibilidade de interação entre as pessoas que estão assistindo mas, aqui também, de forma limitada. A live do Facebook, por exemplo, permite que todos os usuários postem durante a transmissão e que seus comentários apareçam em sequência. Isso é bom? Nem sempre.

Então, se você precisar fazer uma transmissão para um número alto de pessoas não convém que todos os comentários apareçam pois muitos podem ser insignificantes e até spameosos (publicidade invasiva). Como resolver isso?

Quando você sai do universo de plataformas gratuitas e passa a ter seu próprio canal de streaming, as regras de interação também mudam. Você pode moderar e censurar conteúdos que não são relevantes à sua transmissão. Para isso basta definir as palavras-chave que realmente têm contribuição para a timeline, afinal, os comentários ficam disponíveis para todos os usuários logados.

Existe, também, a opção de simplesmente eliminar os comentários de engajamento para que seu público não se distraia durante a transmissão. Isso é muito útil em palestras, aulas, seminários e treinamentos.

Empresas que produzem e distribuem de forma autônoma

Muitos são os cases de sucesso de empresas que criaram canais próprios na internet para transmitir seus conteúdos. A transmissão ao vivo não está apenas relacionada aos vídeos, o Bradesco, por exemplo, criou a Rádio Bradesco para seus funcionários. As Web TV’s e Web rádios são a principal aposta das empresas hoje, independente do porte.

É possível transmitir um treinamento da filial que fica em São Paulo, por exemplo, para todas as filiais da rede, via aplicativo e hotsite, criados especialmente para exibir essas transmissões.

A Scania, por exemplo, fez uma transmissão nacional e conseguiu monetizar o próprio conteúdo, tudo isso ao vivo. A Saneago é uma das empresas que criou um canal de TV específico para seus funcionários. E se eu precisar transmitir uma aula?

Plataformas de cursos como a udemy e a hotmart nem sempre são a melhor opção para transmitir seus cursos. Quando exibe seu conteúdo em plataformas com milhares de conteúdos semelhantes, a chance de você perder seus alunos em potencial para outros professores é muito alta. Como resolver isso?

Utilizando uma plataforma própria você evita qualquer tipo de desvio de percurso na jornada de compra do seu público em busca do seu produto. Quais são as empresas que oferecem esse tipo de serviço?

Empresas de Streaming ao vivo

A transmissão ao vivo têm crescido em ritmo acelerado assim como as empresas que a oferecem. E existem muitas empresas pequenas que oferecem esse tipo de serviço mas não conseguem entregar uma qualidade assegurada.

Além disso, são muitos os contratempos que um servidor fora do país pode causar com os problemas de rota de sinal. A latência acontece justamente porque o servidor encontra-se muito longe do local de transmissão.

Para evitar esse tipo de problema, é muito simples. Basta escolher uma empresa que faz todo o tráfego de dados aqui mesmo no Brasil. A Zoeweb é uma empresa brasileira e pioneira na transmissão ao vivo, atuando desde 2004. São quase duas décadas de transmissões ao vivo. Então, quais são os principais benefícios de contratar uma empresa de streaming?

Diferenciais Zoeweb

Você pode transmitir seu conteúdo de qualquer lugar por que a empresa conta com o mochilink, uma estrutura de modens acoplada a uma mochila. Quando conectados à câmera de transmissão ao vivo, os modens utilizam sinais de 3 e 4G dos celulares. Logo, é possível a transmissão ao vivo do meio de uma praça, por exemplo.

Além disso é possível monetizar seus vídeos livremente. A qualidade da transmissão influencia diretamente no sucesso da sua transmissão. Por isso é muito importante que você contrate uma empresa que diminui a latência de sinal com tráfego de dados dentro do Brasil.


Fontes: Warrior Forum;

COMPARTILHE ESTE POST