Dicas para envolver o público na live

45 Compartilhamentos

Estava me lembrando de um seminário de arte e cultura contemporânea que participei no começo ano. O evento foi completamente online. Eu fiquei responsável por conduzir uma mesa redonda com três artistas plásticos. Eles eram super jovens e descolados. Foi incrível. Algo que eu vi as pessoas comentando foi que o evento trouxe uma humanização que geralmente a gente não vê por aí. E parando para pensar, foi realmente o que aconteceu. Hoje vou te contar como conseguimos envolver e aproximar a audiência nas lives e fazer um evento online inesquecível. Bora lá?!

Por que humanizar a live?

Antes de qualquer coisa, acho super importante a gente refletir sobre a importância de humanizar os eventos online. Mesmo com o retorno das atividades presenciais, as transmissões ao vivo ainda estão muito presentes no nosso dia a dia. As lives se tornaram tão comuns que muitas vezes são feitas sem um cuidado adequado.

Eu mesma já participei de muitos webinars assim. Com palestrantes que não dão atenção para as pessoas que estão acompanhando ou salas de transmissão instáveis e desorganizadas. Inaceitável, né?

As organizações precisam humanizar as transmissões porque as lives ao feitas por e para pessoas. Quando a audiência se sente acolhida, ela se envolve e interage mais nas atividades. E isso é super importante para o sucesso de um evento. Se o conteúdo e o formato do evento não agradam o público, será mais difícil manter as pessoas engajadas na transmissão.

Como envolver o público na live?

Com certeza você já reparou em eventos online que a audiência vai diminuindo durante a live. Envolver o público é fundamental para evitar isso e garantir uma transmissão incrível do começo ao fim. Separei a seguir algumas dicas para te ajudar a humanizar suas lives e engajar seu público. Confira!

Organize o evento com atenção

É muito importante se lembrar de todos os pontos que envolvem o evento e planejar cada um deles. Dar atenção para as características do público e o foco do evento é fundamental. Assim é possível definir as melhores datas, palestrantes, plataforma de transmissão e recursos que a live precisa para se aproximar da audiência. Afinal, um bom evento não é feito só abrindo uma sala avulsa no Zoom e divulgando o link de acesso, né?!

O público é o pilar principal 

Apesar de parecer algo clichê, muitos organizadores ainda ignoram os desejos e características do público. Mas esse é um ponto que faz total diferença para envolver a audiência e garantir maior participação. É como minha amiga produtora de eventos sempre diz: se a transmissão não for atraente para as pessoas, não faz sentido nem fazer. Esse ponto é fundamental porque vai direcionar completamente o conteúdo, formato e linguagem da live. Ou seja, todo planejamento deve partir do público-alvo.

Mantenha o foco do conteúdo

A audiência e o objetivo da transmissão irão ditar o conteúdo do evento. Mas é preciso se atentar do começo ao fim a possíveis interferências e desvios de caminho. Já participei de congressos online com muitos patrocinadores e que a plataforma de acesso era tomada por logos. Lembro que era algo tão poluído que tirava totalmente o foco do evento.

O material de apoio utilizado também precisa contribuir para envolver a audiência. As pessoas não conseguem manter a atenção em algo monótono. Então, slides com longos textos mais atrapalham do que ajudam. Priorize conteúdos que envolvam as pessoas, como vídeos, áudios, imagens e até jogos.

Seja sempre receptivo e educado

Conduzir um evento com bom humor e criar um ambiente acolhedor é fundamental. Afinal, educação e simpatia não fazem mal a ninguém, né? Tive a oportunidade de participar de duas edições de um concurso cultural online da minha cidade. A diferença entre elas foi gigantesca e pasmem: mudaram praticamente só o apresentador. O segundo interagia com o público de uma forma leve e tinha um super alto astral.

Muita gente elogiou essa conexão, que foi decisiva pra manter a audiência durante a transmissão. A interação mais próxima com as pessoas ajuda a audiência participar do evento e não apenas assistir. Isso contribui muito para humanizar a live e manter a atenção do público.

Explore recursos de interação

Aproximar a audiência é fundamental para estimular o engajamento. Nas lives, algumas ferramentas podem ajudar com essa conexão com o público. As plataformas de eventos online mais atuais contam com recursos de interação específicos para isso. Já fiz muitas transmissões e posso garantir que chat, perguntas, enquetes e sorteios são bastante eficientes. Já usei até recursos de gamificação nas minhas lives e olha: foi incrível!

Essas ferramentas são interessantes também porque trazem dinamismo para as lives. A maioria das pessoas assiste eventos online de casa, então manter o foco é bem difícil. Afazeres domésticos, TVs, vizinhos, pets e muitas outras coisas podem distrair a audiência. Então essas ferramentas de interação são grandes aliados no envolvimento do público.

Estimule a troca de experiências

Quando vamos a um evento presencial, o networking com outros participantes é um dos pontos mais interessantes. Nas transmissões online também é preciso estimular essa interação entre as pessoas. Abrir salas simultâneas e fora da programação principal é uma forma de fazer isso. Em um congresso que participei sobre educação online, pudemos migrar por várias salas de transmissão para conversar uns com os outros. Lembro que as elas eram organizadas por categorias e abertas a todos. Ou seja, funcionou muito bem para trocarmos experiências com outros participantes durante os intervalos da programação.

Priorize uma plataforma profissional

Alguns pontos que comentamos aqui estão relacionados ao ambiente de transmissão. Na internet existem muitas opções de plataformas para lives, mas é importante ficar atento na escolha. Os eventos online mais envolventes têm ambientes personalizados, acesso estável e recursos de interação com o público. Verifique sempre as necessidades da sua transmissão para não prejudicar a qualidade da sua live.

As falhas da plataforma, instabilidade e o difícil acesso podem prejudicar o engajamento do público. Evitar problemas na estrutura do evento é importante para mostrar que a organização se preocupa com o usuário. Mesmo que os travamentos sejam normais e todos já tenham passado por isso, é melhor prevenir, né?.

Envolva o público no pré-evento

É sempre bom estimular o engajamento das pessoas desde o começo. Tanto durante a organização da live quanto durante sua divulgação. Essa aproximação prévia ajuda a mostrar para a audiência que a transmissão preza pelo contato humanizado. Já vi algumas vezes produtoras de eventos usarem a internet para envolver as pessoas nas decisões sobre as lives.

Nas redes sociais, é possível fazer perguntas pra audiência sobre preferências de horários, palestrantes e até dos conteúdos da transmissão. Quando o público se envolve na produção e na divulgação da live, existe uma expectativa maior para o evento. Afinal, ele ajudou a tirar a transmissão do papel e com certeza vai querer ver como ele será.

Interaja com o público após o evento

Manter o contato com a audiência depois que a transmissão termina é muito importante. Esse envolvimento ajuda na hora de levantar feedbacks sobre seu evento e também aplicar pesquisas de satisfação. Essa conexão contínua contribui também para estimular o networking e manter o desejo das pessoas em participar de futuras edições. Aliado a isso, também gosto de pegar os relatórios de participação da plataforma que uso pra ver como foi a interação do público.

Se você também quer fazer transmissões inesquecíveis, clique aqui! Vou te mostrar como produzir um evento online super envolvente!

1 Step 1

Nossa equipe está pronta para te ajudar!

A gente acredita que conversando vai ser muito mais fácil entender o seu projeto e oferecer as soluções que você precisa. 

Basta preencher os campos abaixo e em breve você vai receber o contato de um dos nossos especialistas. 


keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right